Edvaldo Santana

Soneto Bélico

Edvaldo Santana

As armas, munições, armazenadas
São muitas vezes mais suficientes
Para extinguir da terra seus viventes,
E continuam sendo fabricadas.

Revólveres, canhões, fuzis, granadas,
Torpedos, mísseis mis, bombas potentes,
Festim, balas dum dum, cartuchos, pentes,
Martelos, foices, paus, facões, enxadas.

Romanos, que eram bons de guerra e paz,
Disseram: "si vis pacem, para bellum.":
Parece que os modernos vão atrás.

Não quero exagerar no paralelo,
Mas quanto menos ronda a bota faz,
Mais folga ostentará o pé de chinelo.
publicidade