foto

Cordeona Manhosa

Os Milongueiros

Quando eu abro esta cordeona
Num fandango de galpão
A gauchada faceira
Levanta poeira do chão

Dentro d'alma dá saudade
Dos bailes do meu rincão
Hoje o tempo traz saudade
Dos tempos que lá se vão

Chora cordeona manhosa
Numa vaneira largada
vai até o outro dia
Alegrando a gauchada

Cordeona velha e manhosa
Com teu toque eu me empolo
Por muitos rabo de saia
Te deixei no abandono

E quantas vezes juntinho
Perdemos noites de sono
Ainda bem que tu conheces
As manias do teu dono

Chora cordeona manhosa
Numa vaneira largada
vai até o outro dia
Alegrando a gauchada

Agora velha cordeona
Só me resta recordar
Dos tempos que lá se foram
Para nunca mais voltar

Quando eu tiver tristonho
Tu tocas pra me alegrar
Pra que a saudade malvada
Não venhas nos visitar

Chora cordeona manhosa
Numa vaneira largada
vai até o outro dia
Alegrando a gauchada
publicidade