foto

Invólucro Caruaru

Almério

Não sou nenhum cascateiro
Invólucro Caruaru
Quem vê teu tecido solto
Que envolve esse povo
Envolve-se todo
Devolve esse encanto de novo

Transito no quinto dos bairros
Translado do lado de lá
No centro tem gente cadente
Que sente, que se sente
Que se sente, que se sente
Que se sente, que se sente...
Decente

Na feira que é desse tamanho
Sandália de couro pra andar
É um passa passa de gente
Quem vende? Quem mente?
Quem leva? Quem pega?
Quem sossega? Quem sossega?
Quem sossega? Quem sossega?...
Quem sossega, quem?
publicidade