foto

Cachorro Sultão

Palmeira E Luizinho

("Quando perdi a muié
Sofreu meu coração
Eu vendi tudo que tinha
E me arribei pro sertão

Levei comigo o fiinho
Espingarda e munição
E o meu cachorro lobo
Que era chamado Sultão

Ao precisar certo dia
De comprar mais munição
Deixei o fio no rancho
Com o cachorro Sultão

Despois de fazê a compra
Tive uma parpitação
Eu lembrei que não deixava
O que comê pro Sultão")

Voltei pro rancho correndo
Caindo pelo caminho
Pra ver se ainda salvava
O meu filho queridinho

Me parecia estar vendo
Lá dentro do meu ranchinho
O Sultão louco de fome
A devorar meu filhinho

Ao chegar perto do rancho
Com a porta escancarada
O Sultão ensanguentado
Veio a mim em disparada

Levantei a espingarda
Atirei sem pensar nada
O Sultão deu um latido
E caiu morto na estrada

Dentro do rancho, meu filho
Me chamou e chorou comigo
Me mostrou uma onça morta
Pelo Sultão, seu amigo

O meu engano cruel
Eu até hoje maldigo
Matei o pobre Sultão
Matei o meu grande amigo
publicidade