foto

Santa Fé Do Paraná

Palmeira E Luizinho

Emprestei há tempo do antigo patrão
Quinhentos alqueires que era só matão
E com uma foice e um machado bão
Eu logo peguei a rasgá o sertão

Fiz a derrubada e plantei café
E fui ajudado por minha muié
Formei a cidade que hoje é Santa Fé
A primeira casa eu fiz de sapé

Lá eu derrubei muita cabreúva
Sapucaia, cedro, peroba e sapuba
Tarumã, ipê e também timbaúba
Derrubei pau d'aio, guaiuvira e peúba

No batê o machado os tronco gemia
Porque deste mundo já se despedia
Nos carros de boi as tora seguia
Para ser lavrada lá na serraria

E por muitos ano sempre trabaiei
Com o meu machado nunca me cansei
Trabuquei a vida, só eu é que sei
Mas graças à Deus dinheiro apurei

Santa Fé cresceu e eu progredi
E na mesma zona onde eu construí
Cidades gigante eu já vi surgi
Mostro por exemplo Paranavaí

Hoje em Santa Fé tudo é progresso
Deus me ajudou, eu tive sucesso
Pela minha terra sempre me interesso
Dou tudo por ela, pra mim nada peço

Olho com orgulho o tempo passado
Meus filhos pequenos hoje estão criado
E como lembrança eu tenho guardado
A saudosa foice e o velho machado
publicidade