foto

Professora Do Interior

Palmeira E Luizinho

Não tenho preparo, eu não sou doutô
Mas toco viola e sou cantadô
Eu faço meus verso de história e de amô
E faço homenagem pra quem tem valô

E aqui nesta moda a homenagem que eu dô
É bem merecida, não é um favô
Eu sou bem sincera, não sou aduladô
É pra professoras do interiô

E essas mocinhas que sai de viage
Embarca pro mato de mala e bagage
E deixa a cidade com suas vantagem
Pra fazer o que fazem precisa corage

E elas enfrenta com fé e sem temô
Sem ter um parente pra seu protetô
E suas famía bem longe ficô
Mas são protegida por Nosso Senhô

Eu ponho reparo nessas criatura
Assim é que vejo o que elas atura
Mas elas são moças de alma bem pura
E cumpre a missão, não mostra amargura

E esta homenagem não fiz por fazê
Meus filhos pequenos já escreve, já lê
Eu fiz esses versos só pra agradecê
Pra todas essas moças que cumpre o devê

Que Deus abençoe moças tão preciosa
Que leva esta vida tão dificultosa
Eu digo bem alto em verso e prosa
É uma missão muito valiosa

Ensina as criança com jeito e amor
É filho de rico, também lavrador
Se alguém neste mundo merece louvor
E as professora do nosso interior
publicidade