Serena No Mar (part. Janaína Pereira, Miltinho Edilberto)

Falamansa

Serena no mar, serena no mar
Um, dois, três, quatro
Cinco, seis, é a minha vez
Serena no mar, serena no mar
Eu vou caçar lá uma rês
E no mato vou galopar
Serena no mar, serena no mar
Cabra danado
Nunca diga que me deu
Serena no mar, serena no mar
Oi diga que brigou mais eu
E quase morre de apanhar

Mas, serenou
Caminho lá na praia
Eu ensino já
Espero boquioso
Um côco de ganzá
Se deu pro cão, seu moço
Mas tem Deus prá dar

Mas, serenou
Menina olha e sai
Deixe a gente olhar
Quem diz que dá no couro
No couro não dá
No couro não dá
Serenou no mar

Serena no mar, serena no mar
Pra inbornar a espingarda é baioneta
Serena no mar, serena no mar
Laçando sou carrapeta só paro quando parar
Serena no mar, serena no mar
Deixa de fágio e não me faça desafio
Serena no mar, serena no mar
Comigo só tem no trilho
Sereia canta no mar



capa do álbum As Sanfonas do Rei - Tributo Aos 100 Anos de Luiz Gonzaga de Falamansa
Album: As Sanfonas do Rei - Tributo Aos 100 Anos de Luiz Gonzaga
Gravadora: Deckdisc
Ano: 2012
Faixa: 13