Cada um dá o Que Tem

Zé Ramalho

Cada um dá o que tem
Diz o dito soberano
E nesse sagrado plano
Impera quem traz o bem
Invoca no fim do além
A todo ser com mistério
Enterra todo o império
Na lucidez do tesouro
E passam pingos de ouro
Em cada grande hemisfério
Estamos num pelejar
E cada um deles aponta
Um pouco de cada conta
Que vamos apresentar
Um jeito de calcular
A nossa capacidade
A grande tenacidade
Nas horas de resistência
Um pouco de consciência
Entrando pela metade (bis)
Escape das emboscadas
Tocaias e armadilhas
Dos bichos que pelas trilhas
Infestam as madrugadas
Estranhos pelas entradas
Impedem as transações
Nos olhos desses dragões
Vejo brilhar a vingança
E vejo velho e criança
Perdidos pelos sertões

Envie essa música para um amigo

Album: Cidades e lendas (1996)
Gravadora: BMG
Ano: 1996
Faixa: 5
  • publicidade
  • Top Músicas
  • 01 Avohai
  • 02 Sinônimos (Ao Vivo)
  • 03 Kriptonia
  • 04 Justiça Cega
  • 05 Entre A Serpente E A Estrela
  • 06 A Terceira Lâmina
  • 07 Chão De Giz
  • 08 Admiravel Gado Novo
  • 09 Garoto de Aluguel
  • 10 Chão de Giz (part. Elba Ramalho)