foto

Relho Trançado

Teixeirinha

Um mau elemento me desafiou
Decerto não sabe ainda quem eu sou!
Me pedio resposta,aqui eu estou,
Esperando a briga que tu me marcou!

Tu sabe onde eu moro e por onde eu passo,
A raça que eu tenho e a força do braço.
Traz o teu trabuco e as balas de aço,
Tu erras os tiros e eu te passo o laço!

Meu relho trançado eu carrego comigo
É a arma que eu tenho prá fraco inimigo!
Tu puxa o trabuco e eu sou um perigo
E marco o teu lombo no sistema antigo.

Velhinho ordinário, tu já é arroz,
Pelo teu recado o filho vem depois!
Eu conheço a tropa e o mugir dois bois
Traz o filho junto, que eu bato nos dois!

Cão que muito ladra não morde ninguém
Quem manda recado é certo que não vem!
Mas, se acaso vier, já me preparei bem:
Meu relho trançado muita fama tem!

Tu, antes de vir, compra a uma gamela,
Ponha sal bem grosso e água norna nela
Prá salgar teu lombo, também as canela,
Depois cala a boca, língua de tramela!
publicidade