foto

Carta de Zé

Luiz Caldas

O vento da saudade
Na manhã ensolarada
Fez Zé escrever uma carta
Pra sua mulher amada

Ele escreveu dizendo
Que dentro de cada um
A tristeza bate forte
Vem em grande murundu

Nas linhas tortas
Num pedaço de papel
Disse que a caridade
É a chave para abrir o céu

Contou que o amor
É uma faca afiada
E as noites sem ela
É uma eterna madrugada

"Faz, faz, faz muito tempo que não a vejo
Faz, faz, faz o meu peito palpitar
Faz, faz, faz, faz aumentar o meu desejo
Tô babando por um beijo que ainda vai demorar
Mais, mais, mais, mais saudade é o que prevejo
Mais, mais, mais, respostas vou esperar
Mais, mais, mais, mas quanto mais eu escrevo
Só cresce o desassossego que em mim veio morar"
publicidade
publicidade