foto

Escurinha

Jorge Veiga

Escurinha
Tu tens que ser minha
De qualquer maneira
Te dou meu boteco
Te dou meu barraco
Que tenho no Morro de Mangueira
Comigo não há embaraço
Vem que eu te faço, meu amor
A rainha da escola de samba
Que teu nêgo é diretor

Quatro paredes de barro
Telhado de zinco
Assoalho no chão
Só tu, escurinha
É que está faltando
No meu barracão
(bis)

Sai disso, bobinha
Só nessa cozinha
Levando a pior

Lá no morro eu te ponho no samba
Te ensino a ser bamba
Te faço a maior
Escurinha, meu bem

publicidade