foto

Ai Meu Calo

Jorge Veiga

Ai meu calo
Ai, ai, ai, ai, ai, ai, ai que calo
Ai meu calo
Ai, ai, ai, ai, ai, ai, ai que calo

Quem tem calo, unha encravada não pode sambar
Só vai ao samba, ao samba atrapalhar

Ai meu calo
Ai, ai, ai, ai, ai, ai, ai que calo

Estava de sapato de verniz fazia um tremendo calor
O samba estava animado mas a nega me pisou, ai

Ai meu calo
Ai, ai, ai, ai, ai, ai, ai que calo
Ai meu calo
Ai, ai, ai, ai, ai, ai, ai que calo

Quem tem calo, unha encravada não pode sambar
Só vai ao samba, ao samba atrapalhar

Ai meu calo
Ai, ai, ai, ai, ai, ai, ai que calo

Ai meu calo
Ai, ai, ai, ai, ai, ai, ai que calo
Ai meu calo
Ai, ai, ai, ai, ai, ai, ai que calo
Ai meu calo
publicidade