Ivan Lins

Lua Cirandeira

Ivan Lins

Lua cirandeira
Fique no abandono
Cois tão bonita não pode ter dono
Lua cirandeira
Eu não quero tê-la
Eu não quero tanto
Eu só quero vê-la
Ó, cirandeiro, acende esse luar
Pois o candeeiro, não demora, vai se apagar
Ó, cirandeiro, acende esse luar
Pois o candeeiro, não demora, vai se apagar
(REPETIR DESDE O INÍCIO)
Vou passar na ponte
Vou cruzar o rio
Quando eu chegar do outro lado
Dou um assobio
Vou passar na ponte
Vou cruzar o rio
Quando eu chegar do outro lado
Dou um assobio
Ó, cirandeiro... assobio
publicidade