Ivan Lins

Lembrança

Ivan Lins

Sei que o papel que me oferece, por hora
Me entristece, me apavora
Não me acrescenta, não me interessa
Me violenta

Sinceramente, agradeço, não posso
Conheço o preço de um remorso
De uma maldade
De uma tortura
De uma saudade

Fica na carne, nos ossos e no coração
Doendo pra sempre
Lembrando a gente

Acreditar nos seus projetos, seus planos
Será por certo ou outro engano
Mais um tropeço
Mais um fracasso
Que eu não mereço
publicidade