foto

Blues do Velcro

Velhas Virgens

Meu bem eu te amo, mas gosto mais dela
Meu bem eu te amo, mas gosto mais dela
Eu já fiz de tudo pra tentar entender
Onde foi meu bem que eu errei com você
Transamos durante tanto tempo e eu nunca notei
Só sei que eu sempre gozei, mas você eu não sei

Você sempre foi um grande egoista
Cara de machão e essa banca de artista
Me deixou sozinha tanto tempo
Fiquei ali parada na janela
Até que chegou esta amiga
E hoje te amo, mas gosto mais dela

Como é que alguém pode mudar deste jeito
Trocar um homem como eu por um outro sujeito
Principalmente se o sujeito desta frase apela
Principalmente se o sujeito desta frase é ela


Não tenho culpa se você vacilou
Me deixou na mão e sumiu pela vida
Contei meus problemas pra ela e só ela me deu ouvidos
Terminou a minha longa espera
E hoje eu te amo, mas gosto mais dela


Às vezes me pego pensando e também acho estranho
Eu que sempre dei valor para força e tamanho
De repente me vejo descobrindo um novo sabor
Um não sei quê cor de rosa no caminho do amor


Era só o que faltava eu ouvir
Poesia apaixonada neste blues de velcro
Já não sei mais o que fazer
Só me resta entrar na dela
Vê se me apresenta esta amiga
E eu como você, depois como ela

publicidade
publicidade