foto

De Joelhos

Oficina G3

De Joelhos
De joelhos travo mais uma batalha
De olhos fechados vejo o impossível acontecer
Eu piso nos restos de uma grande muralha
Destruídas pelo poder de quem luta por mim

De joelhos cruzo desertos
De olhos fechados vejo o mar se abrir
A Fe que me faz tocar o impossível
Vem da certeza de quem vai lutar por mim

Mil caindo ao meu lado
Com meus olhos pude ver
Dez mil a minha direita
Mal algum não vou temer

Com minhas mãos levanto a bandeira
Marcada com o sangue de quem morreu por mim
A sombra da cruz descansa a minha alma
Que venha o poder
Daquele que venceu por mim
publicidade
publicidade