buscar

Quincy Jones acusa Michael de roubo de músicas: "ganancioso"

, 12h09, por Alexandre Murari
Divulgação

Além de ter uma carreira bem-sucedida que lhe rendeu 28 prêmios do Grammy, o empresário musical Quincy Jones, de 84 anos, também se destaca pelas polêmicas que o envolvem.

→ Grupo Rouge vai comandar bloco de carnaval em SP

Recentemente, Jones deu uma entrevista ao site "Vulture" e à revista "GQ" e acusou Michael Jackson de ter roubado várias músicas.

→ Nick Carter, do BSB, é denunciado por estupro na polícia

→ Alesso produz versões de "Vai Malandra", da Anitta

"Odeio falar sobre isso publicamente, mas Michael Jackson roubou muita coisa. Ele roubou muitas canções. "State of independence" (de Donna Summer) e "Billie Jean". As notas musicais não mentem. Ele era maquiavélico (...) Ganancioso, ganancioso. "Don't stop till you get enough", Greg Phillinganes (tecladista) escreveu uma parte."

→ Pediatras pedem proibição de funks ao Ministério Público

O possível furto de canção não foi o único assunto em que Michael Jackson estava envolvido. De acordo com Quicy, Michael já tentou atropelar outro astro do pop, o cantor Prince:

"(Sobre um show de James Brown com Prince e Michael Jackson como convidados). Foi um confronto de estrelas que foi visto como um triunfo para MIchael Jackson e uma rara humilhação para Prince. (O repórter pergunta se eles se falaram após o show). Ah sim, eles se falaram. Ele esperou na limousine e tentou atropelar Michael, La Toya e sua mãe."

Até mesmo a lendária banda inglesa, The Beatles, não ficou de fora dos comentários do veterano: [Minha primeira impressão dos Beatles] foi de que eles eram os piores músicos do mundo. Eles eram f** da p*** que não tocavam. Paul é o pior baixista que eu já ouvi. E Ringo? Nem me fale. Eu me lembro no estúdio com George Martin, Ringo levou três horas para uma música de quatro compassos. Ele não conseguia. (Quincy afirma que um músico de jazz foi chamado e gravou em 15 minutos e depois Ringo ouviu a música pronta). Ringo disse: 'Até que não ficou tão ruim'. E eu disse: 'Claro, filh** da p***, porque não é você'. Ele é um cara legal, mesmo assim".

Comentários

versão clássica © 2014
Terra Mobile