foto

Nó na Garganta

Naiara Azevedo

Tá difícil falar de você,
Tá difícil lembrar de você,
A confiança já esta perdida,
Perdi você e a minha vida.

Não tá fácil acorda de manha,
Se eu ainda não fui dormir,
Estou enlouquecendo aqui,
Você não pensou em mim.

Esse nó na garganta que de mim não sai,
Palavras são palavras, atos valem mais.
Não consigo perdoar, não vai ter outra vez,
O meu brilho no olhar, a lágrima desfez.

Esse nó na garganta que de mim não sai,
Posso te amar pra sempre, mas não quero mais,
O tempo vai passar e não apaga o que me fez,
E por mais que você queira, não vai ter segunda vez!

(Repete)

Esse nó na garganta que de mim não sai,
Palavras são palavras, atos valem mais.
Não consigo perdoar, não vai ter outra vez,
O meu brilho no olhar, a lágrima desfez.

Esse nó na garganta que de mim não sai,
Posso te amar pra sempre, mas não quero mais,
O tempo vai passar e não apaga o que me fez,
E por mais que você queira, não vai ter segunda vez!


compositores: NAIARA DE FATIMA AZEVEDO, DIEGO FREITAS DE SOUZA, JULIANO HENRIQUE DE FREITAS
publicidade
publicidade