foto

Fulminante / Dengo Nego (Ao Vivo)

Mumuzinho

Eu amei
Nem sempre se calcula o risco mesmo assim, eu amei
Desperdicei tanto sorriso, mas no fim eu chorei
Mas deixa eu chorar, eu posso me virar sozinho
Eu sobrevivo sem carinho pra ninguém me machucar

Eu ando desacreditado, o amor passou e fez estrago
E o melhor é me fechar, me fechar

Aí você vem e me deu proteção
Baixou minha guarda, mexeu com a emoção
Tiro fulminante no meu coração
Já era, já era

O amor quando cerca, não dá pra correr
Pode até ferir mas eu quero viver
Eu corro esse risco se for com você
Já era, já era, o amor

Eu amei
Nem sempre se calcula o risco, mesmo assim, eu amei
Desperdicei tanto sorriso, mas no fim eu chorei
Mas deixa eu chorar, eu posso me virar sozinho
Eu sobrevivo sem carinho pra ninguém me machucar

Eu ando desacreditado, o amor passou e fez estrago
E o melhor é me fechar, fechar

Ai você vem e me deu proteção
Baixou minha guarda, mexeu com a emoção
Tiro fulminante no meu coração
Já era, já era
O amor quando cerca, não dá pra correr
Pode até ferir mas eu quero viver
Eu corro esse risco se for com você
Já era, já era

Aí você vem e me deu proteção
Baixou minha guarda, mexeu com a emoção
Tiro fulminante no meu coração
Já era, já era
O amor quando cerca, não dá pra correr
Pode até ferir mas eu quero viver
Eu corro esse risco se for com você
Já era, já era, o amor
Já era, já era, o amor


Se a saudade for te procurar
Já pedi pra ela te avisar
Nosso quarto tão tristonho emudeceu
E o sol não vendo a gente, se escondeu

Se a saudade for te procurar
Já pedi pra ela te avisar
Toda noite eu sonho ouvindo a sua voz
E meu corpo tão carente...

Cadê meu dengo, nego
Cadê meu dengo, nego
Cadê meu dengo, nego nego

Cadê meu dengo, nego
Cadê meu dengo, nego
Cadê meu dengo, nego nego

Tudo está do mesmo jeito
Do jeito que você deixou
A flor na mesa de jantar
E a nosso foto que empoeirou

Tudo está do jeito que a gente decorou
Detalhes nosso pela casa
Já faz um tempão que a gente não se vê
Mas tenho fé que logo passa

Miragem desse amor no nosso cobertor
E seu perfume no travesseiro
Na cama o lençol e aquele babydoll
Nos vejo amando no chuveiro

E a sua lingerie que ainda está aqui
E a frase de batom no espelho
O tchau e o coração, tô na interrogação
Espero ainda o dia inteiro

Se a saudade for te procurar
Já pedi pra ela te avisar
Nosso quarto tão tristonho emudeceu
E o sol não vendo a gente se escondeu

Se a saudade for te procurar
Já pedi pra ela te avisar
Toda noite eu sonho ouvindo a sua voz
E meu corpo tão carente pede nós

Cadê meu dengo, nego
Cadê meu dengo, nego
Cadê meu dengo, nego nego

Cadê meu dengo, nego
Cadê meu dengo, nego
Cadê meu dengo, nego nego

Cadê meu dengo, nego
Cadê meu dengo, nego
Cadê meu dengo, nego nego

Cadê meu dengo, nego
Cadê meu dengo, nego
Cadê meu dengo, nego nego

Tudo está do jeito
Do jeito que você deixou

compositores: Alan Lima, Maxwell Silva
publicidade
publicidade