foto de Martinho da Vila

Pelo Telefone

música e letra

Martinho da Vila

Donga e Mauro de Almeida (1916)

O Chefe da Folia

Pelo telefone manda me avisar

Que com alegria

Não se questione para se brincar



Ai, ai, ai

É deixar mágoas pra trás, ó rapaz

Ai, ai, ai

Fica triste se és capaz e verás



Tomara que tu apanhe

Pra não tornar fazer isso

Tirar amores dos outros

Depois fazer teu feitiço



Ai, se a rolinha, Sinhô, Sinhô

Se embaraçou, Sinhô, Sinhô

É que a avezinha, Sinhô, Sinhô

Nunca sambou, Sinhô, Sinhô

Porque este samba, Sinhô, Sinhô

De arrepiar, Sinhô, Sinhô

Põe perna bamba, Sinhô, Sinhô

Mas faz gozar, Sinhô, Sinhô



O “Peru” me disse

Se o “Morcego” visse

Não fazer tolice

Que eu então saísse

Dessa esquisitice

De disse-não-disse



Ah! Ah! Ah!

Aí está o canto ideal, triunfal

Ai, ai, ai

Viva o nosso Carnaval sem rival



Se quem tira o amor dos outros

Por Deus fosse castigado

O mundo estava vazio

E o inferno habitado



Queres ou não, Sinhô, Sinhô

Vir pro cordão, Sinhô, Sinhô

É ser folião, Sinhô, Sinhô

De coração, Sinhô, Sinhô

Porque este samba, Sinhô, Sinhô

De arrepiar, Sinhô, Sinhô

Põe perna bamba, Sinhô, Sinhô

Mas faz gozar, Sinhô, Sinhô



Quem for bom de gosto

Mostre-se disposto

Não procure encosto

Tenha o riso posto

Faça alegre o rosto

Nada de desgosto



Ai, ai, ai

Dança o samba

Com calor, meu amor

Ai, ai, ai

Pois quem dança

Não tem dor nem calor



capa do álbum Origens (Pelo Telefone) de Martinho da Vila
Album: Origens (Pelo Telefone)
Gravadora: RCA Records Label
Ano: 2011
Faixa: 7