Ela nasceu onde mora a arara
No alto de uma colina
Tudo que é vivo
Ela sabe e repara
Amor de mãe e menina

Tem os olhos cor da terra
Dentro fogo e o magma
Faz da vida manta aberta
De sorriso e lágrimas

Roda corrente
O seu rosto contente
Vesse de longe da esquina
Alma na pele quando ela se acende
Por onde passa ilumina

Tem os olhos cor da terra
Dentro fogo e o magma
Faz da vida manta aberta
De sorriso e lágrimas

Sabe o que quer
Corre e não perde a fé
Faz o que ninguém faria
Seu santo é forte
Ela conta com a sorte
É na cidade uma índia

Tem os olhos cor da terra
Dentro fogo e o magma
Faz da vida manta aberta
De sorriso e lágrimas
publicidade