foto

Todos Os Amores São Iguais

Maglore

Ele não lembra quando tudo começou
mas percebia que daquele jeito não daria
rodou o mundo atrás de uma solução
ignorando o que já viveu

Não tinha medo de reconciliação
Mas já sabia toda confusão que haveria
Pediu um tempo pra enganar o coração
brincando de recomeçar

Demorou a entender
A grande ilusão
De que amor é sempre UM SÓ
O resto é figuração

Dessa vez acabaram com certeza
Lá lá lá mas já voltaram outra vez
E já discutem pela sobremesa
Porque todos os amores são iguais

Ela acordou com uma certa inibição
Seus braços caminhavam sobre a cama vazia
Se deparou com aquela solidão
E perdeu a razão

Só passou a entender
a mitificação
Que estar triste é estar só
O resto é só distração

Dessa vez acabaram com certeza
Lá lá lá mas já voltaram outra vez
E já discutem por uma frigideira
Porque todos os amores são iguais

Ele só queria se fazer feliz
Preenchendo o tempo com um outro alguém
Mas seu vazio é o coração
publicidade