foto

É o Poder

Karol Conka

É o poder, aceita porque dói menos
de longe falam alto mas de perto tão pequeno
Se afogam no próprio veneno, tão ingênuo
Se a carapuça serve falo mesmo
e eu cobro quem me deve

É o poder, o mundo é de quem faz
Realidade assusta todos tão normais
Viu falei, depois não vem dizer que eu não avisei

(Hãn hãn) só não vem dizer que não (Hãn hãn)
Só não vem dizer que não (Hãn hãn)
Só não vem dizer que não (Hãn hãn)
Só não

Sociedade em choque eu vim pra incomodar
Aqui o santo é forte, é melhor se acostumar
Quem foi que disse que isso aqui não era pra mim
se equivocou
Fui eu quem criei, vivi, escolhi
me descobri e agora aqui estou
Não aceito cheque já te aviso não me teste
Se merece então não pede pra fazer algo que preste
quem é ligeiro investe não só fala também veste
Juiz de internet caga se espalhando feito peste

Se não ta no meu lugar então não fale meu (não fale...)
Se for fazer pela metade não vale (não vale...)
Eu vivo com doses de só Deus que sabe
o resto ninguém sabe
Quebro tudo pra que todos se calem (ploploploplow)
Quem vem só quem tem coragem vai
já falei que quem nasceu pra ser do topo nunca cai
o medo é de quem em?
Olha quem ficou pra trás e a vida segue (segue)
e o tempo não volta mais

É o poder o mundo é de quem faz
realidade assusta todos tão normais
viu falei, depois não vem dizer que eu não avisei

(Hãn hãn) só não vem dizer que não (Hãn hãn)
só não vem dizer que não (Hãn hãn)
só não vem dizer que não (Hãn hãn)
Só não

Eles não sabem o que dizem
não aguenta então não fica em
Eles não sabem o que dizem
não aguenta então não fica em

Se tem uma coisa que me irrita é ver bocas malditas
dizendo mentiras sobre minha vida
coisas que eu nem vivi ainda, eita!
Frustrados, pirados na cola já perdi a hora
preciso ir embora alguém me espera lá fora, me deixe
Letra enviada por Needle

publicidade
publicidade