Caso Perdido

Jorge Vercillo

Bem,
Se você não quer, não me olhe assim
Nem dê corda ao vai não vem
Bom pra ninguém

Sei, gosta de brincar
Com esse poder
E no fim o seu refém
Será você

Me leva escondido na mente
Mente
Pra sua imaginação

É um caso perdido pra sempre
Sempre
Entre amizade e a paixão

Entre a culpa e o tesão
Entre o real e a ilusão
Pois quem te ver
Quer pra sempre assim viver
Refém da imaginação
Entre o sim e o não
Ter

Como não te querer?
Como não te querer?
Como não te querer?




D.N.A
Album: D.N.A
Gravadora: Best
Ano: 2010
Faixa: 9
  • publicidade