foto

Papel de Pão / Loucuras de uma Paixão (Ao Vivo)

Jorge Aragão

Eu nem sei dizer o que senti
Quando eu acordei e não lhe vi
Confesso que chorei
Não suportei a dor
É doloroso se perder um grande amor
Mais alucinado eu fiquei
Quando li o bilhete que encontrei

Estava escrito num papel de pão
Foi o que arrasou meu coração
Ainda me lembro bem
Estava escrito assim
Não me procure
Nosso amor chegou ao fim

Estava escrito num papel de pão
Foi o que arrasou meu coração
Ainda me lembro bem
Estava escrito assim
Não me procure
Nosso amor chegou ao fim

Eu nem sei dizer o que senti
Quando eu acordei e não lhe vi
Confesso que chorei
Não suportei a dor
É doloroso se perder um grande amor
Mais alucinado eu fiquei
Quando li o bilhete que encontrei

Estava escrito num papel de pão
Foi o que arrasou meu coração
Ainda me lembro bem
Estava escrito assim
Não me procure
Nosso amor chegou ao fim

Estava escrito num papel de pão
Foi o que arrasou meu coração
Ainda me lembro bem
Estava escrito assim
Não me procure
Nosso amor chegou ao fim


Sem lhe conhecer
Senti uma vontade louca de querer você
Nem sempre se entende as loucuras de uma paixão
Tem jeito não
Olha pra mim
Faz tempo que meu coração não bate assim

Sem lhe conhecer
Senti uma vontade louca de querer você
Nem sempre se entende as loucuras de uma paixão
Tem jeito não
Olha pra mim
Faz tempo que meu coração não bate assim

Não faz assim
Me diz teu nome
Não me negue a vontade de sonhar
De sonhar os meus sonhos com você
Despertando pro teu adormecer
Seria bom demais
Que bem me faz você

Não faz assim
Me diz teu nome
Não me negue a vontade de sonhar
De sonhar os meus sonhos com você
Despertando pro teu adormecer
Seria bom demais
Que bem me faz você
publicidade