foto

Abismo

Jay Vaquer

Quando lava não seca
É que não vira pedra o que vem de seu vulcão
Rastro que fica, apaga
O que já estava espalhado pelo chão
Seu segundo é mais longo
Cabe nos traços da palma de minha mão
Suas frases de efeito
Que não revelam a verdadeira intenção

Você me jura que não vai prometer
E promete que não vai jurar o que sabe que não pode ser

Antes de ir embora
De sair pra rua
De tirar qualquer conclusão
Mesmo que demore e ninguém nos salve
Heróis nascem em overdose na televisão

Nada perto da arrebentação
Nada perto de mim se afogando no próprio veneno
E não é que o mundo é mesmo pequeno
Passos em falso na beira do abismo que há entre nós
E a impressão que fica
É da solidão é tão menor...
publicidade
publicidade