Jair Rodrigues

Abertura - Upa Neguinho - Arrastão (Ao Vivo)

Jair Rodrigues

- Eu nasci em Porto Alegre, em 1945 no dia 17 de março,
Num domingo às 2:10 da tarde travando o café da mamãe
Aquele lanche maravilhoso
- Há controversias de que (???) arrastão
Prá mim o cantar e Coçar é só começar.


Upa neguinho na estrada
Upa pra lá e pra cá
Vigi que coisa mais linda
Upa neguinho começando a andar

Upa neguinho na estrada
Upa pra lá e pra cá
Vigi que coisa mais linda
Upa neguinho começando a andar
Começando a andar, começando a andar
E já começa a apanhar

Cresce neguinho me abraça
Cresce me ensina a cantar
Eu vim de tanta desgraça
Más muito eu te posso ensinar

Capoeira, posso ensinar
Ziquizira, posso tirar
Valentia, posso emprestar
Liberdade só posso esperar


Eh! tem jangada no mar
Eh! já vem vindo o arrastão
Eh! Todo mundo pescar
Chega de sombra e João Jô viu

Olha o arrastão entrando no mar sem fim
E meu irmão me traz Iemanjá prá mim
Olha o arrastão entrando no mar sem fim
E meu irmão me traz Iemanjá prá mim

Minha Santa Bárbara me abençoai
Quero me casar com Janaína

Eh! puxa bem devagar
Eh! já vem vindo o arrastão
Eh! é a rainha do mar
Vem, vem na rede João prá mim

Valha-me meu Nosso Senhor do Bonfim
Nunca, jamais se viu tanto peixe assim
Valha-me meu Nosso Senhor do Bonfim
Nunca, jamais se viu tanto peixe assim
Valha-me meu Nosso Senhor do Bonfim
Nunca, jamais se viu tanto peixe assim
Nunca, jamais se viu tanto peixe assim
publicidade