Abre-Alas do Verão

Gal Costa

Moça, seja forte
Tretas sempre têm
Ok, a morte é certa
Mas a vida também
Infernos, invernos
Infernos, então
Que tudo isso seja
O abre-alas do verão

Que ilumina agora o dia
Que ilumina agora o dia
Que ilumina agora o dia
Que ilumina fora agora o dia

Digno de pena ali
Distante do bando
Junta toda pena
Faz asa vá voando
Dura essa tristeza
A pobreza em si
Que nada disso apague
O brilho que há em ti


A Pele do Futuro
Album: A Pele do Futuro
Gravadora: Biscoito Fino
Ano: 2018
Faixa: 13
  • publicidade