Felipe Araujo

Reincidente

Felipe Araujo

Eu não vou te olhar senão já era
O que a boca não fala o olhar entrega
O sentimento é forte a gente nega

Se a nossa pele acorda carente
A noite a cama é reincidente
A gente faz o que sente vontade
Mas não fala o que sente
Olha o orgulho fazendo amor com a gente

Vou segurando o meu te amo
Até sair um da sua boca
Enquanto isso eu me contento
Com esse tira e põe a roupa
Seu corpo já falou gritando
Descontrolado de prazer
Cada pelinho em pé na sua pele
Vai entregando você
Que não faz amor só por fazer

Se a nossa pele acorda carente
A noite a cama é reincidente
A gente faz o que sente vontade
Mas não fala o que sente
Olha o orgulho fazendo amor com a gente

Vou segurando o meu te amo
Até sair um da sua boca
Enquanto isso eu me contento
Com esse tira e põe a roupa
Seu corpo já falou gritando
Descontrolado de prazer
Cada pelinho em pé na sua pele
Vai entregando você

Vou segurando o meu te amo
Até sair um da sua boca
Enquanto isso eu me contento
Com esse tira e põe a roupa
Seu corpo já falou gritando
Descontrolado de prazer
Cada pelinho em pé na sua pele
Vai entregando você

Que não faz amor só por fazer
publicidade