foto

Luz Acesa

Eduardo Costa

Hoje é a nossa primeira noite
De possuí-la tenho desejo
Nos entregamos um para o outro
Perdidamente num mar de beijos

Tranque a porta, quebre o relógio
Para esquecermos de ver as horas
Atire a chave pela janela
Esqueça o mundo que está lá fora

Deixe acesa a luz do quarto
Porque eu quero te ver assim
Qual uma deusa bela e despida
Que Deus do céu mandou pra mim

Quero que a aurora nos surpreenda
No mesmo abraço inicial
Íntimas roupas no chão caídas
Numa desordem de amor total

Essa é a nossa primeira noite
De possuí-la tenho desejo
Nos entregamos um para o outro
Perdidamente num mar de beijos

Tranque a porta, quebre o relógio
Para esquecermos de ver as horas
Atire a chave pela janela
Esqueça o mundo que está lá fora

Deixe acesa a luz do quarto
Porque eu quero te ver assim
Qual uma deusa bela e despida
Que Deus do céu mandou pra mim

Quero que a aurora nos surpreenda
No mesmo abraço inicial
Íntimas roupas no chão caídas
Numa desordem de amor total

Enviada por sasandrinha


publicidade
publicidade