foto

A Dor Desse Amor / Inesquecível / Na Hora H (Ao Vivo)

Clayton e Romário

Alô curva, chama
Essa dói

Perdoa se estou te ligando, amor, nesse momento
Mas me fazia falta escutar de novo
Só por um instante, sua respiração

Desculpe, sei que estou quebrando o nosso juramento
Sei que existe outro em seu pensamento
Mas meu coração pediu pra te dizer
Chama (alô nego duro)

Estou morrendo, morrendo por dentro
É tanta saudade morando em meu peito, uh

Vida, devolva minhas fantasias
Meus sonho de viver a vida, devolva meu ar
Sem seus carinhos, meu mundo fica tão vazio
E os dias quentes são tão frios
E as noites me trazem a dor desse amor

Parece que foi sonho que vivi, mas foi realidade
Às vezes me pergunto, qual é o motivo de tanta saudade?
Você foi prazer, foi vendaval, foi furacão em mim
Deixou na minha alma uma paixão irresistível que não vai ter fim
Não sei se fui amante, fui amigo, fui bandido
Amor de uma noite foi paixão sem compromisso

Inesquecível o seu cheiro, o seu suor em mim
Inesquecível o seu jeito de fazer amor
Foi loucura demais, amor irracional
Eu não sei se me fez bem ou me fez mal
Inesquecível você sussurrando em meu ouvido
Inesquecível é o brilho desse seu olhar
Foi amor selvagem, algo incomum
Só não quero ouvir você dizendo por aí

Inesquecível o seu cheiro, o seu suor em mim
Inesquecível o seu jeito de fazer amor
Foi loucura demais, amor irracional
Eu não sei se me fez bem ou me fez mal
Inesquecível você sussurrando em meu ouvido
Inesquecível é o brilho desse seu olhar
Foi amor selvagem, algo incomum
Só não quero ouvir você dizendo por aí

Que fui mais um

Clayton & Romário não param não, uma atrás da outra
Vambora
Alô tio Jorge, meu careca
Cadê o casamento, homem?
Alô Prefeitura, mais pra nós

Eu preciso te dizer que ainda te quero (alô Espiga)
Que preciso, que te espero
Não consigo nem dormir
Pois a cada sonho eu sinto a sua volta
Ouço até bater a porta e vou correndo te encontrar
Eu preciso te dizer de tudo um pouco
Do ciúme, do sufoco e da solidão em mim
Eu viajo nas lembranças dos seus beijos
Sinto na pele o desejo do seu toque doce em mim (eu quero ouvir vocês)

Eu quero sentir o sabor da sua boca me morder
Sentir seu corpo estremecer num gemido meu
Eu quero sentir sua mão, tocar meu corpo, me apertar
Ouvir você na hora h dizer que sou seu (joga pra cima)

Eu quero sentir o sabor da sua boca me morder
Sentir seu corpo estremecer num gemido meu
Eu quero sentir sua mão, tocar meu corpo, me apertar
Ouvir você na hora h dizer que sou seu

'Brigado, uh (é disso que eu 'to falando)

compositores: Omar Alfanno - Mauro Sergio - Sergio Porto - Bruno - Felipe
Enviada por lalameida


publicidade
publicidade