Às vezes, acho que eu fiquei louco
Me dando conselhos até ficar rouco
Às vezes, acho que eu perdi a memória
Contando de novo a mesma história

Aqui, onde as horas não passam
Aqui, onde o Sol não me vê
Aqui, onde eu não moro
Não existo sem você

Me olho no espelho e me vejo do avesso
O mesmo rosto que eu não reconheço
O rádio ligado, chuva e calor
As gotas me ferem, mas não sinto dor

Aqui, onde as horas não passam
Aqui, onde o Sol não me vê
Aqui, onde eu não moro
Não existo sem você

Aqui, onde as horas não passam
Aqui, onde o Sol não me vê
Aqui, onde eu não moro
Não existo sem você

Aqui, onde as horas não passam
Aqui, onde o Sol não me vê
Aqui, onde eu não moro
Não existo sem você
publicidade