Noite De Hotel

Caetano Veloso

Noite de hotel
A antena parabólica só capta videoclips
Diluição em água poluída
(E a poluição é química e não orgânica)
Do sangue do poeta
Cantilena diabólica, mímica pateta

Noite de hotel
E a presença satânica é a de um diabo morto
Em que não reconheço o anjo torto de Carlos
Nem o outro
Só fúria e alegria
Pra quem titia Jagger pedia simpatia

Noite de hotel
Ódio a Graham Bell e à telefonia
(Chamada transatlântica)
Não sei o que dizer
A essa mulher potente e iluminada
Que sabe me explicar perfeitamente
E não me entende
E não me entende nada

Noite de hotel
Estou a zero, sempre o grande otário
E nunca o ato mero de compor uma canção
Pra mim foi tão desesperadamente necessário

Envie essa música para um amigo

Caetano
Album: Caetano
Gravadora: Universal Music International Ltda.
Ano: 2006
Faixa: 3
  • publicidade
  • Top Músicas
  • 01 Maluco Beleza
  • 02 Podres Poderes
  • 03 Chuvas De Verão
  • 04 Se Todos Fossem Iguais a Você
  • 05 Queixa
  • 06 Soy Loco Por Ti America
  • 07 Qualquer Coisa
  • 08 Lua E Estrela
  • 09 Tropicalia
  • 10 A Grande Borboleta