foto

Descartável

Ana Clara

Já são altas horas e estou acordada
Revirando a cama pra tentar dormir
Desde que foi embora não tenho mostivos
Pra sorrir

Vou dar uma volta passo por lugares
Que por irônia me lembram você
Ligo o som do carro ouço uma canção
E choro sem perceber

Você vai embora e me deixa transtornada
É sempre igual eu nunca fico acostumada
Não quero mais me anular não sou assim

Parei com esse jeito tão inconsequênte
Nem vem com as chantagens que não me convence
Agora eu quero ser feliz pensar em mim

Pois toda vez que acontece eu tento ser razoável
Se faço drama e que já estou cansada de ser descartável
Não sou brinquedo pra ser jogado fora
Se tá carente usa e vai embora

Você vai se sumpreender com o que é improvável
Quando voltar você vai perceber que eu sou indomável
As minhas coisas não vão estar lá
Tenho certeza que irá chorar e procurar

Vou dar uma volta passo por lugares
Que por irônia me lembram você
Ligo o som do carro ouço uma canção
E choro sem perceber

Você vai embora e me deixa transtornada
É sempre igual eu nunca fico acostumada
Não quero mais me anular não sou assim

Parei com esse jeito tão inconsequênte
Nem vem com as chantagens que não me convence
Agora eu quero ser feliz pensar em mim

Pois toda vez que acontece eu tento ser razoável
Se faço drama e que já estou cansada de ser descartável
Não sou brinquedo pra ser jogado fora
Se tá carente usa e vai embora

Você vai se sumpreender com o que é improvável
Quando voltar você vai perceber que eu sou indomável
As minhas coisas não vão estar lá
Tenho certeza que irá chorar e procurar

E procurar
publicidade
publicidade