14 Bis

Natural / Nova Manhã (Ao Vivo)

14 Bis

Penso em você, no seu jeito de falar
Sua maneira de ser e perguntar o que é muito natural

Como é natural em você acontecer
Um desejo de ver a cor da estrada e desaparecer

Vou seguir os passos e tentar saber
Onde em que cidade se escondeu você

Quero, sem pensar, o seu jeito de calar
De ouvir aquele resto de canção que morre pelo ar

Que brinca pelo ar como coisa natural
Em teu corpo tão sereno acende a velha mania de cantar

Voz do coração deixou, oh, oh
E pergunta sempre onde andará você

Em meu coração há razão, oh, oh
Não esqueço você


Para melhor a gente compreender
O que feriu sem parar e te levou
Nenhum lugar e nada para falar
O que ficou de nós dois
Não faz sentido

Procurei
Não pensar
Me tranquei, sem querer
Num lugar que nem sei
Solidão
É distante demais
Uma nova manhã
E nem sei
Quando virá
Mas virá

Era melhor a gente não conhecer
O que passou a chamar felicidade
Nenhum lugar e nada para falar
Do que ficou de nós dois
Pela cidade

Procurei
Não pensar
Me tranquei, sem querer
Num lugar que nem sei
Solidão
É distante demais
Uma nova manhã
E nem sei
Quando virá
Mas virá

Já não tem mais jeito
Perdi a razão
Tudo novo corpo livre e sem sono
É como o silêncio
Que veio morar
Nesse quarto
Corpo livre e sem sono
publicidade