Pelos Telefones

Zé Ramalho

Um muro velho, um gato cinza
Montes de lixo e urubus
Estendem suas asas sobre nós

O gato é velho, o muro cinza
E os urubus espalham o lixo
E há sempre uma ameaça sobre nós
E nós estamos sempre em maus lençóis

Não passe nessa rua
Em tempo, corra! Faça abrigar!
Os telefones da sua cidade não dizem alô
E o meu amor não me procura há mais de um mês
E o meu amor não me procura há mais de um mês