Lamento Sertanejo (Forró Do Dominguinhos)

Zé Ramalho

Por ser de lá
Do sertão, lá do cerrado
Lá do interior do mato
Da caatinga, do roçado
Eu quase não saio
Eu quase não tenho amigo
Eu quase que não consigo
Viver na cidade
Sem ficar contrariado

Por ser de lá
Na certa por isso mesmo
Não gosto de cama mole
Não sei comer sem torresmo
Eu quase não falo
Eu quase não sei de nada
Sou como rês desgarrada
Nessa multidão
Boiada caminhando a esmo


Envie essa música para um amigo

Album: Nação Nordestina (2006)
Gravadora:
Ano: 2006
Faixa: 4
  • publicidade
  • Top Músicas
  • 01 Chão De Giz
  • 02 Sinônimos (Ao Vivo)
  • 03 Avohai
  • 04 Entre A Serpente E A Estrela
  • 05 Tempos Modernos
  • 06 Cidadão
  • 07 Ave De Prata
  • 08 A Day Of The Life
  • 09 Admiravel Gado Novo
  • 10 Força Verde