Falas Do Povo

Zé Ramalho

Falo da vida do povo
Nada de velho ou de novo

Em velhas mansardas, mansões e motéis
Os homens planejam os seus carretéis
Novelos e linhas, labirintos e ruas
As mulheres e luas são pedaços da noite
Vizinhos avisam, prezam seus anéis
O custo da vida, um conto de réis
Apitos de fábrica ressoaram de novo
Alegria do povo é sambar e sonhar

Falo da vida do povo
Nada de velho ou de novo...

Em feiras distantes, romeiros fiéis
Desfiam seu canto, velhos menestréis
Pelejas e lutas, esperanças de novo
Ninguém pede socorro nem se afoga no mar
Mendigos e risos, os ferrões do amor
Novamente os risos, os leões, domador
Acertaram no alvo, acertaram no negro
Descobrir o segredo de sorrir e chorar

Falo da vida do povo
Nada de velho ou de novo...

Envie essa música para um amigo

Album: Zé Ramalho (2003)
Gravadora: Sony Music
Ano: 2003
Faixa: 12
  • publicidade
  • Top Músicas
  • 01 Entre A Serpente E A Estrela
  • 02 Sinônimos (Ao Vivo)
  • 03 Chão De Giz
  • 04 Batendo Na Porta Do Céu (Knockin' On Heaven'S Door) (Ao Vivo)
  • 05 Mulher Nova, Bonita e Carinhosa Faz o Homem Gemer Sem Sentir Dor
  • 06 A Noite Preta
  • 07 A Dança Das Borboletas (part. Sepultura)
  • 08 Os Doze Trabalhos De Hércules
  • 09 A Peleja De Zé Limeira No Final Do 2º Milênio
  • 10 Garoto de Aluguel