foto

Vida Noturna

Zé Neto & Cristiano

Um copo que não para cheio, não deixa eu lembrar
Tô lidando a andar no meio, eu mando completar
Eu já fui mais feliz do que eu sou agora
Uo-uo-uo-uo

Um amor mal acabado, acaba com a gente
A ausência é pior do que cerveja quente
Eu rodo essa cidade, mas ela não volta

Não volta porque eu vacilei
Quando era pra amar, não amei, deixava ela sozinha
E a boca dela acostumou ficar longe da minha

É boteco que abre, boteco que fecha
E eu acordado, uma hora dessa
Quem sofre é escravo da vida noturna
Essa é a saudade nua e crua

É boteco que abre, boteco que fecha
E eu acordado, uma hora dessa
Quem sofre é escravo da vida noturna
Essa é a saudade nua e crua

Não volta porque eu vacilei
Quando era pra amar, não amei, deixava ela sozinha
E a boca dela acostumou ficar longe da minha

É boteco que abre, boteco que fecha
E eu acordado, uma hora dessa
Quem sofre é escravo da vida noturna
Essa é a saudade nua e crua

É boteco que abre, boteco que fecha
E eu acordado, uma hora dessa
Quem sofre é escravo da vida noturna
Essa é a saudade nua e crua
publicidade