foto

Quinta Cínica (Acústico)

Xamã

Eu te vi cantar na rua toda linda
Parecia que o tempo parou
Sobre o luar de quinta-feira cínica
Tão cínica que quase me enganou

Vida vadia, me pinta
Conto as tintas e cores malditas
Seu ouro azul Maldivas nos envenenou
Mãe, tô fudida, ela dizia
Que sonha todo o dia e nunca se acostumou

Eu te vi cantar minha música esquisita
Na fábula dos caras num metrô
Quer me imitar, converso e faço mímicas
Tão estúpida que quase me amou

Beijos, me liga, me contradiga
Sou bom de arrumar briga
Me arruma um caô, oi-oi-oi
Pai, tô fudido, sou eu, Rodrigo
Seu bom e velho amigo
Que a vida desenrolou
Oh-oh-oh

Te vejo quatro e vinte lá em casa
Nós que bota ritmo e embraza
Vou devorar você, devorar você
Mô-ô-ô

Eu sei que nós não vale nada
Nosso love song é piada
Quero namorar você, eu quero marolar você
Eu quero ver o lar de lá, de lá
Tomar café olhando o mar
Subindo no pé de manga, oh
Fazer um verso doce sabor pitanga

Ah-ah
Ah-ah, é
Ah-ah
Ah
publicidade
publicidade