Vivendo do Ócio

Radioatividade

Vivendo do Ócio

A terra em transe
Aportei meu navio
No caos, na barra
Pesada na Ribeira
Estado de graça
Na Praça dos Reis
Da Silva, não da selva
Só o som me salva
Eu quero, espero
Preciso de algo novo
Nos alto-falantes
Milagres do povo

Avenida Sete
Estrela do Norte
Bandeira em pau-forte
Sem medo da morte
Eletricidade
No meu coração
Na rádio a canção
Radioatividade

As Portas do Carmo
Unem os caminhos
Uruguai, Pelourinho
Barbalho, Cravinho
Os leões, os cães
No meu encalço
Mas eu e os meus botões
Não damos passo em falso
O Abaeté não é só
Uma lagoa escura
Eu ando de braços
Bem dados com a loucura


Avenida Sete
Estrela do Norte
Bandeira em pau-forte
Sem medo da morte
Eletricidade
No meu coração
Na rádio a canção
Radioatividade

Castelo Branco
Rio Vermelho
Narciso com medo
De olhar no próprio espelho

Avenida Sete
Estrela do Norte
Bandeira em pau-forte
Sem medo da morte
Eletricidade
No meu coração
Na rádio a canção
Radioatividade

A terra em transe
Aportei meu navio
publicidade