Vivendo do Ócio

Não Te Digo Nada

Vivendo do Ócio

Cuidado pra não confiar demais em alguém
Quanto maior a altura, maior a decepção
Quando se coloca o coração em alguém
E tudo se vai, passa como uma noite de cachaça
Eu não te digo nada
Eu não te digo nada
Eu não te digo é nada

Destrói uma realidade que eu queria
Ainda com tanta ironia, palavra sem valor
Eu não sumi, eu sempre estive aqui
Você me fez até um favor
Sua ignorância te queimou
Eu não te digo nada
Eu não te digo nada
Eu não te digo é nada

Vou proteger os meus da sua amizade falsa
Todos vão saber, todos vão saber!

Um verdadeiro homem
Não atira pelas costas de ninguém
Nem na vingança mais fria
Com sangue quente, ou por amor
Eu não sumi, eu sempre estive aqui,
Eu sempre dei valor
Sua ignorância te queimou

Eu não te digo nada
Eu não te digo nada
Eu não te digo é nada, nada

Vou proteger os meus da sua amizade falsa
Todos vão saber, todos vão saber!
publicidade