Vivendo do Ócio

Caindo Na Estrada

Vivendo do Ócio

Você me disse que não ia ficar
mas eu achei que não iria tão longe
em lugares fora do meu alcance
Alguns dos males eu tentei evitar
só que, no way, não vou pedir outra chance
já dei óbito a esse romance

E hoje eu sei o que dizer
agora eu sei o que fazer

Só quero que teus planos não furem
Que sua moto não te traga de volta
si se arrepender

Agora os quadros ficam a me olhar
doses, cigarros e um bilhete na estante
É que eu não quero mais me controlar
beber a noite já não é o bastante
eu precisava prever bem antes...

De tentar a sorte com você
jogar as dados sem perder

Ok, agora pense um instante
antes de vestir a sua roupa e então
se aventurar por aí
publicidade