foto

Recaída do vaqueiro

Vitor Fernandes

Olho o piseiro do VF

Teve a infância sofrida no meio do mato
A sua diversão era cuidar de gado
Até se apaixonar por uma linda morena
Ela queria só peste e curtição
Balada era o seu forte, sobrenome, pegação
Pega e não se apega
Era a regra dela

E o vaqueiro sofreu
Ao descobrir que a novinha não queria nada sério
E o vaqueiro chorou
Quando ela disse não e te abandonou

Depois de muito tempo
De vaquejada em vaquejada ele encontrou
A moreninha que te enfeitiçou
Na recaída ele caiu, se entregou
Com todo seu amor

Depois de muito tempo
De vaquejada em vaquejada ele encontrou
A moreninha que te enfeitiçou
Na recaída ele caiu, se entregou
Com todo seu amor

E agora
E agora nos braços da moreninha o vaqueiro se entregou

Teve a infância sofrida no meio do mato
A sua diversão era cuidar de gado
Até se apaixonar por uma linda morena
Ela queria só peste e curtição
Balada era o seu forte, sobrenome, pegação
Pega e não se apega
Era a regra dela

E o vaqueiro sofreu
Ao descobrir que a novinha não queria nada sério
E o vaqueiro chorou
Quando ela disse não e te abandonou

Depois de muito tempo
De vaquejada em vaquejada ele encontrou
A moreninha que te enfeitiçou
Na recaída ele caiu, se entregou
Com todo seu amor

Depois de muito tempo
De vaquejada em vaquejada ele encontrou
A moreninha que te enfeitiçou
Na recaída ele caiu, se entregou
Com todo seu amor

E agora
E agora nos braços da moreninha o vaqueiro se entregou
publicidade