foto

Pro Samba Continuar (Ao Vivo)

Velhas Virgens

Ouvi dizer que hoje o dia não vai nascer
Só pra gente não parar de beber
Ouvi dizer que hoje o sol não vai raiar
Só pro samba continuar

Vivo pela noite, no sereno da madrugada
De botequim em botequim, de batucada em batucada
Com a lua de abajur e o céu de cobertor
Como o vampiro brasileiro, bento carneiro, ao seu dispor

Ouvi dizer que hoje o dia não vai nascer
Só pra gente não parar de beber
Ouvi dizer que hoje o sol não vai raiar
Só pro samba continuar

Não curto a luz do dia, o escuro é que meu amigo
Quando ouço o galo cantar sei que tô correndo perigo
Minha cruz é trabalhar e chacoalhar na condução
Mas pra fugir do batente, prefiro até ir pro caixão

Quando bate a ave maria, meu cansaço descontinua
Acordo do meu transe e caio no colo da rua
O sangue que me seduz é a cerveja gelada
Cavaco, surdo, pandeiro, viola e mulata assanhada

Ouvi dizer que hoje o dia não vai nascer
Só pra gente não parar de beber
Ouvi dizer que hoje o sol não vai raiar
Só pro samba continuar...

publicidade
publicidade