foto

Som das Multidões (ao vivo)

Turma do Pagode

Prepara o samba que o bicho vai pegar,
(Lê, lê, lê, lê, lê, lê, lê, lê...)

Vâmo sambá
(Lê, lê, lê, lê, lê, lê, lê, lê...)

A noite chegou, já vai começar o clima é bom
Pra quem quer sambar
Tem gente chegando já pode afinar,
E manda o tom pra gente cantar
Tá ficando bom, dá pra notar,
Que tem muita coisa pra rolar,
Prepara o samba que o bicho vai pegar

(Lê, lê, lê, lê, lê, lê, lê, lê...)

Sambaê, sambaê, sambaê

(Lê, lê, lê, lê, lê, lê, lê, lê...)

E no terreiro pra mostar que o samba é muito mais ,
E o sangue que corre na veia ,
É minha vida meu lugar nas quatros estações
O som das multidões

(Lê, lê, lê, lê, lê, lê, lê, lê...)

É a Turma do Pagode

(Lê, lê, lê, lê, lê, lê, lê, lê...)

Samba aí que eu quero ver o pagode vai ferver
Vem dizer no pé!
Samba aí que eu quero ver
Hoje o couro vai comer (É hoje)
Vem pra ver qual é.

Samba aí que eu quero ver o pagode vai ferver
Vem dizer no pé!
Samba aí que eu quero ver
Hoje o couro vai comer
Vem pra ver qual é.

Vem nessa onda que você vai se amarrar
Tirando onda, ninguém vai te segurar,
A roda tá formada, o samba pega fogo
E a galera firma na palma da mão (Geral)

Nosso samba é firmeza, deixa a tristeza pra lá
É o samba que incendeia, e quem quiser pode chegar.

(Lê, lê, lê, lê, lê, lê, lê, lê...)

O samba corre na veia da Turma do Pagode!

Já começou, o samba vai pegar
O nosso amor vai pegar fogo
O teu olhar
Pintou um clima quente
Já tá no ar, não faça jogo
Na roda de samba, a gente vai se amar,
Depois do pagode, é só eu e você,
E a gente se beija até o sol raiar
E o samba que toca é pra gente se amar .

Balança seu corpo, meu amor,
É samba na veia vem ( Vem que vem, vem que vem)
Fazendo uma festa, a gente se entrega sem medo de amar

Balança seu corpo, meu amor,
É samba na veia vem ( Vem, vem, vem)
Fazendo uma festa, a gente se entrega sem medo de amar
publicidade
publicidade