foto

Ordem e Progresso (feat. Arlindo Cruz)

Turma Do Pagode

Ao som de um cavaquinho
Eu encontrei o meu caminho, pode crer
Ao som de um pandeiro
Eu encontrei a esperança de vencer

O samba é discriminado
O samba é deixado de lado
Esquecem que o samba é nossa raiz
No som de um batuque maneiro
Tem gente que vira guerreiro
E deixa bem mais colorido esse país

Vamos na palma da mão, pra tentar amenizar
Toda tristeza do povo que sonha, que corre, que vai trabalhar
Quero um futuro melhor, chega dessa palhaçada
Chega de tanta mentira e de pai de família morrer na calçada

Oh tio me estende a mão
Me dá um pedaço de pão
Oh tio, sou mais um sem destino, sofredor
Oh tio tô morrendo de frio
Oh tio eu nasci no Brasil
Oh tio eu só quero um pouquinho mais de amor

Tenho medo de ser assaltado
Te entendo mas ando blindado
E não tenho culpa se o sistema é assim
Leva, eu te dou um real, é o que posso fazer
Tenta comprar algo bom pra se comer

Brasil, Brasil, Brasil de todos
Ao mesmo tempo de ninguém
Brasil, Brasil, Brasil de todos
Ordem e progresso não tem
publicidade
publicidade