foto

Estado de Atenção

Turma Do Pagode

Temos que nos manter de pé
Mesmo com as surpresas
Da vida, né?
Temos que nos manter fortes
Sempre foi Deus, nunca foi sorte

Temos que nos manter de pé
Mesmo com um balde
De água fria, né?
Blindados como um carro forte
Lotado de fé, com vários malotes

Surfando na maré desse meu Brasilzão
Cercado de corrupção
O povo esquecido, estado de atenção
De donas Marias, nasce mais um João
E nada muda!

Como é que esse moleque vai crescer
Com medo da chuva
Mais um pivete no farol
Se equilibrando pra viver, só de bermuda
Imagina se fosse você pedindo ajuda

Temos que nos manter de pé
Mesmo com as surpresas
Da vida, né?
Temos que nos manter fortes
Sempre foi Deus, nunca foi sorte

Temos que nos manter de pé
Mesmo com um balde
De água fria, né?
Blindados como um carro forte
Lotado de fé com vários malotes

Por baixo de pontes ou de viadutos
24 horas por essa cidade
Sonhos são trocados em prol de produtos
Deixando marcado que a necessidade, tá falando mais alto
Que a caridade, a corrupção vencendo a solidariedade
Mas por diversos lugares da sociedade
Eu vejo poucos loucos
Que vem fazendo sua parte
Um centavo no farol, ou uma atenção
Que venha genuinamente do seu coração
E desses poucos loucos que eu tiro
A minha lição, que eu nunca vi gaveta
Com pertence no caixão

Temos que nos manter de pé
Mesmo com as surpresas
Da vida, né?
Temos que nos manter fortes
Sempre foi Deus, nunca foi sorte

Temos que nos manter de pé
Mesmo com um balde
De água fria, né?
Blindados como um carro forte
Lotado de fé com vários malotes

Então se liga aê, ajuda aê
Faz o Joãozinho ser o 10 quando crescer
Então se liga aê, ajuda aê
Só depende de você!
publicidade
publicidade