foto

Sua Crueldade

Teixeirinha

Eu esta noite vou cantar querida
estes meus versos pra você amor
porque amanhã eu vou sair no mundo
vou tão sozinho com a minha dor

Se me perguntas porque vou embora
porque é demais a sua ingratidão
pois amanhã será muito tarde
se resolveres me pedir perdão

Pois amanhã será muito tarde
se resolveres me pedir perdão

Já não suporto a sua crueldade
já é demais o que você tem feito
o seu desprezo já não tem alento
calo profundo dentro do meu peito

Parto gemendo e chorando de dor
levando a mágoa que calo profundo
pois eu lhe amo e lhe adoro tanto
vou ver se posso esquecer pelo mundo

Pois eu lhe amo e lhe adoro tanto
vou ver se posso esquecer pelo mundo

Se eu não puder esquecer de você
não voltarei porque será o meu fim
igual eu morro se ficar por perto
porque você não tem pena de mim

Perambulando pelo mundo a fora
me vou querida arrastando esta cruz
como uma alma que desencarnou
sego de amor a procura de luz

Como uma alma que desencarnou
sego de amor a procura de luz
publicidade