foto

Ciúmes

Teixeirinha

Eu já não sei mais o que eu quero
Você também já não sabe o que quer
O meu orugulho é ser bem homem
O teu orgulho é ser bem mulher
Estamos cegos no mesmo caminho
E se brigamos agora eu sei porque
É o ciúme que você tem de mim
Talvez tembém eu tenho de você

Isto é falta
De confiança
É o que nos traz
Tanto dissabor
Enquanto em nós houver desesperança
Será infeliz
Sempre o nosso amor

Se não mudamos
Talvez mais tarde
Vamos chorar
Os dois arrependimentos
Vamos perder
Pro ciúme covarde
Que fez do amor
Os dias mal vividos

Se não podemos remediar agora
O nosso amor chegará ao fim
O que será de você meu bem
Já imaginou o que será de mim
Irei viver com uma mulher qualquer
Com outro homem também irás viver
Se não tiverem as nossas qualidades
Arrependidos iremos morrer

Vamos erguer a bandeira vermelha
E declaramos guerra ao ciúme
A confiança volta e nos espelha
E acabamos com esse mau costume

E foi assim
Que nós nos entendemos
Será alerta para outros casais
Sem o ciúme só de amor vivemos
E aqui em casa já não se briga mais
publicidade